Inocencia

Nunca deixes morrer aquela criança que viveu dentro de ti quando ainda acreditavas no pai natal, quando ainda pensavas que a fada dos dentes existia... Não te esqueças dos amigos imaginários e da responsabilidade de não as teres... Mas principalmente, não esqueças nunca a vontade de viver