Tocar-te

28-07-2014 18:47

Toquei-te, tocámo-nos...shush...
Um minuto de silêncio para ouvir o ritmo calado do teu coração...
Parece que tudo ficou estático e só nós existimos... Nao o sentes?
Sente-me... minhas mãos fecham teus olhos, protegendo-os do sol que provem da janela ali no alto... quero que sintas e não me vejas.
Tudo é melhor quando os olhos não veem mas não esquecem.
Enquanto te deito nesse colchão que reclamas frio, apago a luz...miro-te que nem morcego mirando a lua cheia...
Está quente, não sentes?
Aproximo-me de ti em passo suave, nunca pensei mirar alguém deste jeito, que nem humano a mirar deusa.
"Vem para junto de mim..." peço ao deitar-me encostando-me à parede.
Quem diria que era em ti que iria encontrar o meu universo?
Encostas-te e sinto teu aroma a pecado e algo mais...
Enrolas tuas pernas nas minhas num movimento tão fluido que me leva a pensar em como será tua mente...
Acaricio-te os cabelos, beijando-te a testa...
Será sempre assim, pequena?
Desejo interiormente com fervor imenso que sintas o que te tento gritar através dos meus dedos ao acariciar-te.
Teus olhos abrem sorrateiramente...
Lanças-me o sorriso mais de tirar o folgo que já vi...
Se fosses estrela, realizavas o meu desejo de te ver cair, pequena?
Não respondas...
Grito-te tudo isto á distancia calada que só a minha alma consegue alcançar.
Grito e grito...sem no entanto, fazer um unico som.
De onde estás, nesse teu mundo, será que me ouves pequena?
Shush...Vamos saborear esse teu aroma a algo mais...