Para ti

20-11-2013 23:03

Não sei se será o melhor texto que irei escrever, ou se as palavras serão as certas. Mas quero dizer-te que és uma pessoa importante para mim, e não sei explicar porquê. A maneira como nos conhecemos foi de facto normal, escola, amigo de amigo, solta-se um dá-me o teu numero e depois não me respondias ás mensagens. Ridiculo sim, eu, a rapariga que sempre esperei encontrar alguém na multidão que gritasse o meu nome, que nas filas de trânsito iria olhar para alguém num carro acidentalmente e essa seria a pessoa que mais tarde iria conhecer e ficar comigo, fiquei-me por um simples dá-me o teu número. Foi de facto normal... Mas começámos a falar apenas meses depois de eu ter o teu número, e tu estavas com namorada. Falávamos conversa banal, para ser sincera de algumas coisas me lembro apenas, dos teus gostos estranhos de música, da tua tentativa de comunicação com um mundo que se fazia de surdo, de uma namorada que não te ligava e da qual não gostavas mas tentavas conquistar sem resultado, ou até de eu tentar resolver o problema, de te meteres comigo com piropos do arco da velha, com conversas de "Neste momento estou no telhado a olhar para as estrelas e sem saber falo contigo..." ou até "és um rapaz dos quais não se faz muitos, finalmente encontro um de jeito!".
A minha intenção era de facto ficares só pelo rapaz, achei-te um idiota que se fazia a outras raparigas com uma namorada ao lado. Mas a minha opinião mudou, eu engracei com o teu modo de falar, com o teu sentido de humor despropositado e com as tuas brincadeiras infantis. Uma infantilidade que também eu tenho...
Não vou dizer palavras de amor, sabes bem que não é isso o mais importante para mim, conheces-me agora.
Mas é bonito observar e olhar para trás na altura que nos conhecemos, quando ainda nos tratávamos pelos nomes, não pelo habitual de "amor" ou "be", que agora estranho. Voltar a ir buscar o desconhecido que me fez olhar para ti. A minha maior vontade, sincera, é que sejas feliz. De qualquer maneira ou maneira nenhuma, quero poder ver-te sorrir com algo que gostas de fazer ou até ver-te sozinho a aproveitar a tua companhia. Ver-te como um individuo separado de mim é o mais importante. Não existe apenas uma pessoa numa relação, por mais que se tente. Não caiu em histórias de amores eternos e palavras lindas de amor, palavras de "estou contigo para sempre", "jamais te esquecerei ", "foste a coisa mais bonita que me aconteceu" etc.
Mas o que te digo é que és uma das pessoas mais fantásticas que já conheci, e não quero que me agradeças, ou que venhas ter comigo a dar-me mimos por simples palavras honestas. Um sorriso basta-me. Essa é a melhor resposta que te poderei dar quando nada tiver para te dizer.
Só não esqueças... que a vida é passageira mas eu aproveito cada momento da minha maneira