Nem tu

15-09-2014 21:53

Nem tu
Com a verdade estampada na puta da cara
Entenderás, criatura, que o amor é jóia rara!

Gritas, derretes, deleitas-te
E não me dás um pouco da tua luxúria
Da qual estou sedenta,
Pois meu corpo já não aguenta
Tanta euforia num só corpo.

Sou semblante absorto
Na tua beleza transparente.
Sinto-te aqui, de amor quente
Mas não te chego ao ponto...